edição nº 12 ano 2018
outros títulos do autor
Nossos olhos
Espreguiçando e Emagrecendo
Vinagre, nosso melhor aliado
Doutor Mindinho
Cuidando do Hara
Doutor Mindinho: uma bola de papel
Repolho, remédio para todos os males
Sal grosso ou marinho, o tempero ideal para o seu corpo
Na palma de sua mão
Receitas ideais para o seu bem-estar
     
 
veja também
Colágeno: faça você mesmo!
Minha experiência de 10 dias no Irã
Máxima solariana nº16
Harmonia
Massageando as unhas

Este mês vamos falar sobre doenças provocadas pelo estresse e indicar um  tratamento simples e prático, realizado através de massagens nas unhas. Esse tratamento foi desenvolvido pelo Dr. Minoru Fukuda da Shohei Clinic, uma importante clínica sediada em Tóquio, Japão.

Dr. Minoru percebeu que o estresse provoca várias doenças em decorrência do desequilíbrio dos nervos centrais autônomos. Os nervos centrais autônomos são formados pelos nervos simpáticos e pelos nervos parassimpáticos. O nervo simpático exerce tensão, enquanto o parassimpático relaxa, regulando a circulação, a emoção etc.

Nas extremidades dos dedos há o encontro dos meridianos (yin e yang). Esses pontos ficam na base das unhas, nos cantinhos laterais. Cada dedo se relaciona com certas doenças, de acordo com o meridiano que representa:
•    Polegar – meridiano do pulmão: rinite alérgica, tosse, asma, bronquite, resfriado, reumatismo, câncer etc.
•    Indicador – meridiano do intestino grosso: úlcera, hérnia de hiato, gastrite, intestino preso.
•    Médio – meridiano do pericárdio: tontura, zumbido no ouvido, depressão.
•    Anular – meridiano do tríplice aquecedor: como este dedo tem relação direta com o nervo simpático, normalmente não o massageamos (só em casos específicos, como, por exemplo, despertar alguém que perdeu os sentidos).
•    Mindinho – meridiano do coração e intestino delgado: Mal de Alzheimer, AVC, Mal de Parkinson, insônia, esquecimento, excesso de suor, diabetes, pressão alta, tensão no ombro, hérnia de disco, dor nas mãos, hepatite, problemas renais, obesidade, cólica menstrual, inflamação do útero, mioma, fibroma, incontinência urinária, problema de menopausa, paralisia facial, dormência nos membros superiores e inferiores, problemas de vista etc.
Os pontos (de 1 a 10), que ficam nos cantos laterais das unhas, podem ser visualizados na figura abaixo.

Massageando

Prenda o dedo desejado nos dois pontos indicados na figura com os dedos polegar, indicador e o médio da outra mão, segure exercendo certa pressão e massageie com força, como se estivesse amassando o dedo, tanto para dentro como para fora. Massageie 10 vezes. Repita  o procedimento de  2 a 3 vezes ao dia. A massagem também pode ser aplicada nas unhas dos pés, baseada nos mesmos princípios da mão.

Depois de massagear a unha, experimente massagear todo o dedo, passando por entre os dedos, palmas e costas da mão, pois, conforme a reflexologia, há correspondência das mãos com os órgãos, glândulas e estrutura geral do nosso corpo. Com certeza você vai se sentir mais leve e aliviado.

Assim, uma pessoa com problemas no útero, por exemplo, deve aplicar a massagem nos dedos indicador e mindinho – lembrando de massagear 10 vezes cada dedo e de repetir o procedimento de 2 a 3 vezes ao dia.

Médicos e pacientes que experimentaram essa técnica se surpreenderam com os efeitos benéficos no corpo. Não é preciso nenhum tipo de remédio, apenas da iniciativa da pessoa de aplicar a massagem em si mesma. Esse tratamento não tem contraindicação, podendo ser feito por pessoas de todas as idades, de bebês a idosos.

Mãos à obra e boa saúde!
 

Setsuko Kobashi

Setsuko Namekata Kobashi, solariana e também sócia da ONG Solaris, começou os estudos com Sofia em 1991, sempre focada na manutenção do bem-estar do corpo e da mente. É especializada na massagem Seitai e no Sootaiho, técnica de exercícios que ajuda a equilibrar o corpo no dia a dia, priorizando a respiração, a alimentação e o pensamento. Setsuko aprendeu o Sootaiho com o Dr. Takao Sunaga, discípulo do Dr. Keizo Hashimoto, o criador da técnica, na província de Niigata, no Japão.
É também grande estudiosa das plantas medicinais, interesse que firmou e aprofundou acompanhando seu pai, Kensaku Namekata, um autodidata no assunto, que, tendo publicado um livro sobre o tema, obteve reconhecimento internacional.
 

 
 
Imprimir