edição nº 9 ano 2018
outros títulos do autor
Ritual dos 3 Fogos: processo criativo
Indústria 4.0 ou Quarta Revolução Industrial
     
 
veja também
O que é pilates?
Indústria 4.0 ou Quarta Revolução Industrial
Máxima solariana nº13
Teoria da Abrangência na vida cotidiana
Ritual dos Três Fogos na prática

A ONG Solaris, uma organização voltada para o desenvolvimento do ser humano, oferece dez rituais de energização, que integram mantras, exercícios e respirações, com o objetivo de ajudar o indivíduo a estabelecer contato consigo mesmo, trazendo-lhe mais confiança e alegria. Os rituais, apresentados gratuitamente aos domingos na sede da ONG, foram criados por alunos dos cursos avançados do Instituto Solaris. Na Revista Solaris, vamos conhecer a história de cada um deles. 

 

O Ritual dos Três Fogos foi desenvolvido em 2011 pelo grupo de novos sacerdotes formados em 2010, com apoio da mestra Sofia Mountian. A primeira apresentação aconteceu na Festa dos 25 anos do Instituto Solaris, onde também se apresentou o grupo de sacerdotes do Ritual Esperança. De lá para cá, algumas alterações e melhorias foram sendo implementadas e, agora, todos sentimos a força plena do Ritual dos Três Fogos quando o apresentamos, nas manhãs de domingo, aos solarianos e convidados.


O Ritual dos Três Fogos surgiu como uma analogia às grandes mudanças provocadas pelo fogo na vida do homem. A ideia alquímica de transformação provocada pelo fogo foi essencial para a definiação do conteúdo do ritual.

 

No Ritual dos Três Fogos conduzimos os participantes pela simbologia do elemento que transforma, aquece e ilumina. Usando técnicas de meditação, mantras e música, procurou-se suscitar um estado de bem-estar e elevação. 

 

O ritual é dividido em três partes, que nos direcionam para o caminho de evolução e de energias mais sutis.

 

A primeira parte está ligada à transformação das nossas experiências em essência. No dia a dia vivenciamos diversas situações. Algumas boas e outras ruins, contudo, o importante é aprendermos com todas as experiências e construirmos o nosso caminho. Nessa etapa, desenvolvemos a serenidade diante dos acontecimentos cotidianos.

 

Na segunda parte procuramos o contato com o calor do fogo, assom como o calor que recebemos do sol e que proporciona as condições de vida ao planeta. Em um passeio por um campo florido, encontramos este calor e nos enchemos de alegria e de amor. A sensação de bem-estar transborda por nossas ações e a compartilhamos com todos os seres vivos do planeta.

 

Na terceira parte somos iluminados pela luz que emana do elemento, então encontramos o caminho para o próximo dia.

 

O grande ensinamento é que quando nos mantemos serenos diante dos acontecimentos e ativos em nosso entorno os caminhos se abrem à nossa frente.


 

Saiba mais sobre o ritual.

 

 

Jean Pierre Jospin

Jean Pierre Jospin é graduado em turismo na Universidade Anhembi Morumbi, com especialização no curso de agente comercial de turismo pelo instituto l,AFPA de Paris. Hoje atua como gerente geral na rede Accor, no hotel Ibis Budget Piracicaba.

 
 
Imprimir