edição nº 12 ano 2017
outros títulos do autor
Máxima solariana nº20
Máxima solariana nº8
Máxima solariana nº12
Máxima solariana nº6
MÁXIMA SOLARIANA Nº3
Máxima solariana nº22
Máxima solariana nº7
Máxima solariana nº11
     
 
veja também
O poder dos limites
Carta aos filhos
Liberdade, que bicho é esse?
Máxima solariana nº11
Ritual de Cura

Para mim é bastante prazeroso escrever sobre o Ritual de Cura, criado pelo grupo da ONG Solaris que cuida das questões relacionadas com a saúde, sob orientação da mestra Sofia Mountian. Faz parte desse grupo1 o Dr. Curiati, aluno dos cursos da Sofia, médico geriatra que aplica os ensinamentos da Teoria da Abrangência na prática diária de seu consultório. É dele a voz que conduz o ritual num CD-ROM, que se encontra à disposição dos interessados na sede do Solaris. Aliás, segundo seus próprios relatos, o Dr. Curiati “receita” ouvir o ritual várias vezes por dia, dependendo da gravidade do estado de saúde do paciente. E descreve vários casos de melhoras!


Digo que eu tenho prazer em escrever sobre o Ritual de Cura, porque eu o considero extremamente eficiente! Portanto, esta é a fala de uma usuária que admira o trabalho do Grupo de Saúde e usufrui dos benefícios de suas orientações. Além de se encontrar gravado no meu computador, no meu laptop e no meu iPad, o Ritual está guardado no meu celular e em um aparelhinho gravador jurássico que possuo. Eu levo o Ritual de Cura comigo a todos os lugares. Nunca se sabe quando uma situação exigirá intervenção imediata! Ele já me tirou de várias situações de baixa energética e foi por isso que aceitei o desafio de apresentá-lo aqui na revista. Sou uma entusiasta!


Gostaria de relatar uma das situações em que utilizei o Ritual de Cura, que escuto no mínimo uma vez por semana. Pois bem... Num certo domingo, pela manhã, eu o pratiquei e, como sempre, me senti leve e “tratada”. E feliz por ter feito algo por mim! Na noite desse mesmo domingo, eu me encontrei com um grupo de xamãs do qual eu fiz parte durante muitos anos. Não nos víamos havia algum tempo e a ideia era nos “limparmos”, como fazíamos quando nos encontrávamos semanalmente. E assim foi.


Faz parte desse grupo de xamãs uma sensitiva, vidente, poderosa no contato com o mundo invisível. Vou chamá-la aqui de Ana. Nos pusemos em círculo – éramos 6 pessoas – e, a cada vez, uma pessoa ia ao centro da roda e as demais faziam uma limpeza energética nela. Quando chegou a minha vez de ir ao centro da roda, eu notei que ninguém começava a fazer a minha limpeza. Ana andava de um lado para o outro, em volta de mim, coçava o queixo, dava um passinho para trás e me olhava, sem iniciar nada. De repente, ela exclamou: “Célia, você está blindada!”.


Eu sorri e me lembrei do Ritual de Cura do Solaris que havia feito pela manhã. É importante destacar que a última atividade do Ritual recomenda nos vestirmos mentalmente com um manto azul de proteção, que deve nos cobrir por inteiro. Portanto, eu estava realmente blindada! Expliquei isso aos amigos xamãs, “tirei” o manto e rapidinho todos começaram a “ver” os pontos que precisavam de “limpeza”. É ou não é para adquirir uma confiança inabalável no Ritual de Cura? Isso sem falar das inúmeras vezes em que, com dor em algum lugar do corpo ou numa baixa energética, fiz o Ritual e as práticas nele contidas, sentindo alívio quase imediato.


Fico me perguntando por que o Ritual de Cura é tão poderoso... Uma primeira resposta, óbvia, é que ele nos conecta rapidamente com o mundo invisível, fazendo nossa mente trabalhar. Saímos de um estado de inação diante de uma dor, de um desconforto, esperando que remédios e médicos tratem daquilo que nós é que devemos tratar, e passamos a uma atitude de atividade com nós mesmos. Criamos uma realidade mental, a da cura ou a da saúde, e a comunicamos a todas as células do corpo e, em especial, à parte do corpo mais atingida. O diálogo com nosso corpo e a atividade de curá-lo permitem que nos entreguemos a novas impressões sobre nosso estado de saúde. E a comunicação desse estado geral de saúde fica estabelecida com o divino, que nos acolhe em nossa nova intenção de cuidarmos de nós mesmos. O Ritual de Cura nos “pede” ações concretas em nossa saúde! 


Enfim, quando realizo o Ritual de Cura, me sinto fazendo algo por mim mesma e bastante poderosa por poder sair do estado de passividade. Considero uma bênção o fato de o Solaris nos proporcionar ferramentas desse tipo, que nos ajudam a tomar as rédeas de nossas vidas, saindo da postura de “coitadinho de mim”. 


1O grupo responsável pela área da Saúde, no Instituto Solaris, é composto atualmente por: José Antonio Curiati, Elvira Straus, responsável pela gravação e produção do CD-ROM, Eliana dos Santos, Silvio Curado Coelho, Toshiko Hama, Lúcia Maria Silva, Liliana Manzella, Márcia Brito, Regina Celi e Leopoldo Oliveira.
 
Célia Maria Vasques Miraldo

É psicóloga formada pela PUC e mestre em Psicologia Experimental pela USP. Trabalhou toda a vida profissional em Educação, durante 13 anos como professora na PUC e, nos últimos 16, no SENAI/SP, na área de Avaliação Educacional. Continuou trabalhando, depois de aposentada, como consultora do SENAI Nacional, nessa mesma área. É sacerdotisa do Instituto Solaris, onde ingressou em 1993, tendo participado da elaboração do curso “Eu sou”, destinado a adolescentes.

 
 
Imprimir