edição nº 11 ano 2018
outros títulos do autor
Um pouco mais de reflexologia
Depois de um dia quente de verão
Enxergando melhor
Cereais para todos os gostos
Tomate
Mastigue bem
Clorofila
Ao despertar
Algas marinhas
Óleo de melaleuca e seus benefícios
     
 
veja também
Umbigo: sinônimo de vida
Paul Cézanne
Máxima solariana nº9
Novo carma
O que é pilates?

O método Pilates reúne uma série de exercícios idealizada pelo alemão Joseph Pilates nos anos 1920. Os exercícios podem ser realizados em aparelhos específicos ou no solo. O método foi originalmente chamado de Contrologia, pois consiste em manter o controle da mente sobre todos os membros do corpo. Além de trabalhar aspectos corporais, como tonificação muscular, condicionamento físico e postura, o Pilates cuida da parte mental, com exercícios de respiração e relaxamento que aliviam o estresse e a ansiedade. A ginástica de Joseph Pilates pode ser adaptada para todas as pessoas e para todas as idades, mas deve ser orientada por um fisioterapeuta ou profissional de Educação Física. 



Os 6 princípios do Pilates


Os exercícios do método devem obedecer seis princípios básicos  respiração, concentração, centralização de força, controle, precisão e fluidez  para que os exercícios sejam realizados corretamente e atinjam os objetivos desejados, conforme destacou a instrutora Renata Moraes: 

 

Respiração: sempre coordenada com o movimento. Inspira-se pelo nariz e expira-se pela boca, visando a expansão pulmonar, com a força na caixa torácica. 

Concentração: é a mente que guia o corpo. 

Centralização de força: é um conjunto de músculos responsáveis pela sustentação da coluna e dos órgãos internos. Movimentam-se os músculos mais profundos.

Controle: visa um padrão suave e harmônico de movimentos.

Precisão: refinamento do controle e equilíbrio dos diferentes músculos envolvidos num movimento, sem gasto desnecessário de energia. Com o tempo, acrescenta-se intensidade.

Fluidez: a fluidez e leveza dos movimentos permitem a utilização apenas da energia necessária para o movimento. 


 

Quem foi Joseph Pilates?


Joseph Pilates nasceu em 1883 entre Düsseldorf e Dutch, na Alemanha. De saúde frágil, sofreu de bronquite, asma e febre reumática na infância. Em 1912, mudou-se para Inglaterra, onde trabalhou como artista de circo e na Scotland Yard (polícia inglesa) como instrutor físico. Quando eclodiu a Primeira Guerra Mundial, em 1914, Joseph foi mandado, com outros cidadãos de nacionalidade alemã, a um campo de prisioneiros em Lancaster, sendo considerado inimigo estrangeiro. Trabalhando como enfermeiro, desenvolveu uma série de exercícios usando camas hospitalares e objetos como molas e cintos, com o intuito de cuidar dos enfermos que não podiam se movimentar. Foi assim que deu início aos primeiros protótipos dos aparelhos que conhecemos hoje. 

No fim da guerra, retornou à Alemanha, onde continuou a desenvolver seu método.

 

Em 1926, numa viagem de navio de Londres para Nova York, Pilates conheceu uma enfermeira, Clara Zeuner, e os dois descobriram vários pontos de afinidade: ambos tinham cuidados com a saúde e buscavam formas de manter o corpo saudável. Decidiram abrir um estúdio juntos em Nova York e mais tarde se casaram. 

 

Joseph Pilates morreu em 1967, aos 87 anos, em decorrência de um incêndio na sua academia. Clara continuou seu trabalho até sua morte, em 1977. 

 

É interessante observar como, mesmo num ambiente hostil, é sempre possível a uma mente criativa realizar sua missão e deixar um legado. Que possamos nos mirar em seu exemplo!

 

 

 

Fontes: 

http://revistapilates.com.br/2009/04/20/os-6-principios-do-pilates/

http://jornalibia.com.br/destaque/movimento-forca-e-flexibilidade-atraves-do-pilates/

http://www.unisalesiano.edu.br/biblioteca/monografias/51842.pdf

 

Maria Bové Martinez

Solariana, profa. de português, podóloga e terapeuta corporal da linha reichiana.

 
 
Imprimir