Warning: ob_start() [ref.outcontrol]: output handler 'ob_gzhandler' conflicts with 'zlib output compression' in /home/institutosolaris/www/printDoc.php on line 5
PORTAL SOLARIS
Cuidando do Hara

Os alunos do Solaris já estão bastante familiarizados com o termo Hara. Vamos, portanto, apenas relembrar que Hara, “abdômen” em japonês, é o centro do nosso corpo, sendo localizado internamente, quatro dedos abaixo do umbigo. É o ponto de concentração total – físico, espiritual e emocional –, o foco da respiração abdominal. A respiração abdominal, também já conhecida pelos solarianos, consiste em inspirar levando o ar até o Hara e então, partindo do Hara, em expirar lentamente soltando o ar pela boca.

Quando fazemos a respiração abdominal, não sentimos cansaço, e todas as atividades, como andar, correr, marchar ou cantar, tornam-se muito mais prazerosas. A respiração abdominal também nos ajuda quando estamos vivenciando uma forte emoção negativa, quando sequer conseguimos levantar a cabeça. Nessa hora, inspire fundo e expire usando o Hara e então dê seu grito de independência – não interessa o que você grita, basta extravasar. Isso o ajudará a se limpar e a renovar suas energias (mas não se esqueça de fechar a porta e tampar a boca com um travesseiro para não entrar em outro tipo de problema, agora com o vizinho!). De todo modo, este é um ótimo jeito para soltar a emoção que precisa ser liberada.

Se o Hara, onde estão centralizados todos os nervos da coluna vertebral ligados aos órgãos e às vísceras, nos ajuda tanto, temos de ajudá-lo também. Por isso, vamos aprender a cuidar bem do nosso Hara.

Massageando o Hara
Deite de barriga para cima e dobre os joelhos para relaxar a região do abdômen. Junte os lados externos dos dedos das mãos e faça a massagem com as pontas dos dedos, sempre delineando movimentos circulares, no sentido horário.
A massagem começa no meio do abdômen: desça pressionando com 7 movimentos circulares até chegar ao púbis (figura 1, ponto 7). Agora suba pelo lado direito da figura, fazendo 5 giros, devagar e firme, até chegar ao plexo solar (figura 1, ponto 5D). Passe para o lado esquerdo da figura e desça fazendo 5 círculos até chegar ao púbis (figura 1, ponto 5E). Volte pelo lado direito pressionando os pontos 5D e 7 e suba fazendo 3 círculos até alcançar o plexo solar (figura 1, ponto 3D). Pressione os pontos 5D, 7 e 5E e desça pressionando a área pelo lado esquerdo da figura, com 3 movimentos circulares, até chegar ao púbis (figura 1, 3E). Por fim, coloque as duas mãos sobrepostas em cima do umbigo, pressione e massageie fazendo 10 círculos no sentido horário. Repita todo o procedimento 10 vezes.
A massagem deve ser feita 2 vezes ao dia, de manhã e de noite, sempre lenta e profundamente.

Cuidando do intestino
A constipação, base de muitos problemas e doenças, está normalmente associada a uma alimentação inadequada: falta de verduras, legumes e água aliada ao excesso de carnes, frituras, doces, além de pouca mastigação. O exercício abaixo, com uma dieta mais equilibrada, pode solucionar o problema.
Também de barriga para cima e os joelhos dobrados, coloque a mão direita na extremidade esquerda do abdômen, onde não há osso (figura 2). Pressione bem a mão e vá “puxando” a região até a extremidade direita do abdômen. Faça o mesmo movimento com a mão esquerda, no sentido inverso, ou seja, da extremidade direita para a esquerda. Repita alternando as mãos, até 100 vezes. Se durante o movimento houver alguma parte enrijecida, redobre sua atenção e carinho. É muito importante perceber o próprio corpo e entender que ninguém pode cuidar dele melhor que você.
 

Setsuko Kobashi

Setsuko Namekata Kobashi, solariana e também sócia da ONG Solaris, começou os estudos com Sofia em 1991, sempre focada na manutenção do bem-estar do corpo e da mente. É especializada na massagem Seitai e no Sootaiho, técnica de exercícios que ajuda a equilibrar o corpo no dia a dia, priorizando a respiração, a alimentação e o pensamento. Setsuko aprendeu o Sootaiho com o Dr. Takao Sunaga, discípulo do Dr. Keizo Hashimoto, o criador da técnica, na província de Niigata, no Japão.
É também grande estudiosa das plantas medicinais, interesse que firmou e aprofundou acompanhando seu pai, Kensaku Namekata, um autodidata no assunto, que, tendo publicado um livro sobre o tema, obteve reconhecimento internacional.