Warning: ob_start() [ref.outcontrol]: output handler 'ob_gzhandler' conflicts with 'zlib output compression' in /home/institutosolaris/www/printDoc.php on line 5
PORTAL SOLARIS
Milagroso mindinho

O tratamento baseado no dedo mindinho foi criado por Yuzuru Yasuda, um neurologista residente em Kyoto, Japão. Yasuda deu andamento a suas pesquisas em universidades japonesas e, com a vasta experiência adquirida, constatou a importância do dedo mindinho (mão). O método que criou atualmente é oferecido em sua clínica. O dedo mindinho tem poder de reativar e equilibrar os nervos e músculos que apresentam dificuldades motoras e exerce influência positiva em problemas emocionais, como, por exemplo, depressão e síndrome do pânico.


Vamos conhecer dois tratamentos baseados no mindinho: com o uso de emplastro e de uma bola de papel.


EMPLASTRO


Extremamente útil, a técnica não requer nenhum esforço: basta adquirir um emplastro (tipo “Sabiá” ou “Salonpas”), que é encontrado, a preços acessíveis, em qualquer farmácia. 


O uso do emplastro exerce efeitos positivos em diversos problemas que afetam nossa saúde, tais como: insônia, ronco, ansiedade, estresse, rinite alérgica, pálpebra trêmula, coriza, bloqueio de bolsa lacrimal, dor ou dormência na língua, incontinência urinária noturna, zumbido no ouvido, tontura, tensão no ombro, dor no pescoço, mão trêmula e dormente, dor de garganta, afonia, tosse, hemorragia nasal, infecção na boca, gengiva inflamada, dor de cabeça, paralisia facial, resfriado, arteriosclerose com deficiência na locomoção (consequência de hemorragia cerebral), entre outros.


Como usar?


A falanginha do dedo mindinho, a qual fica entre a falange e falangeta, é o ponto estratégico. O procedimento é muito simples: corte um pedaço de emplastro – normalmente uma tira de 1x1 cm é o suficiente – e cole na face da falanginha do mindinho ou, se preferir, envolva toda a falanginha. O emplastro deve ser aplicado no lado doente do corpo (dor no ouvido direito, mindinho direito; dor na pálpebra esquerda, mindinho esquerdo, etc.). Pode-se ainda usar as falanginhas nos dois dedos mindinhos: o efeito é sempre benéfico. O emplastro pode ser aplicado antes de dormir e retirado pela manhã.


Por que funciona?


Os nervos que percorrem o dedo mindinho têm ligação com o cérebro. Quando colocamos o emplastro, facilitamos seus movimentos, restabelecendo sua flexibilidade e força. O resultado positivo é consequência do relaxamento dos nervos, que não raro estão enrijecidos. 

 

BOLA DE PAPEL


Essa técnica pode auxiliar os tratamentos de Mal de Parkinson, enrijecimento muscular e dor nos joelhos, que dificultam a locomoção.


O que fazer?


Para o procedimento, você só precisa de uma bolinha de papel (use um guardanapo ou um lenço de papel). Amasse o papel até formar uma bola, segure-a usando apenas o dedo mindinho e tente caminhar. Fazendo isso, você vai perceber mais facilidade ao se locomover. Você deve segurar a bolinha com o mindinho apenas enquanto anda, usando o dedo do lado do corpo que apresenta mais dificuldades.


As pessoas ficam desconfiadas quando lhes é sugerido experimentar esse tratamento, pois parece demasiado simples. Mas que tal você tentar sem julgamentos? Os resultados são surpreendentes e certamente não há contraindicações.


 



Setsuko Kobashi

Setsuko Namekata Kobashi, solariana e também sócia da ONG Solaris, começou os estudos com Sofia em 1991, sempre focada na manutenção do bem-estar do corpo e da mente. É especializada na massagem Seitai e no Sootaiho, técnica de exercícios que ajuda a equilibrar o corpo no dia a dia, priorizando a respiração, a alimentação e o pensamento. Setsuko aprendeu o Sootaiho com o Dr. Takao Sunaga, discípulo do Dr. Keizo Hashimoto, o criador da técnica, na província de Niigata, no Japão.
É também grande estudiosa das plantas medicinais, interesse que firmou e aprofundou acompanhando seu pai, Kensaku Namekata, um autodidata no assunto, que, tendo publicado um livro sobre o tema, obteve reconhecimento internacional.