revista solaris

Como sua avó já dizia…

Quem passa muito tempo de pé ou usa sapatos de salto alto com frequência sabe como ninguém o que é dor nos pés e quanto isso incomoda. E o melhor a fazer é seguir a velha receita de sua avó: botar o pé num balde de água quente!

O costume de imergir os pés em água quente não é nada novo. O escalda-pés já era usado pelos antigos para aliviar as dores depois de longas caminhadas. Esse método caseiro de relaxamento evoluiu e hoje há clínicas especializadas em tratamentos de hidroterapia. Para quem mora longe da praia, um ótimo jeito de renovar as energias.

Mergulhar os pés em água quente tem o poder de neutralizar a eletricidade do corpo, proporcionando um relaxamento profundo: alivia dores musculares e articulatórias, assim como auxilia problemas de insônia e de irritabilidade. Na verdade, os efeitos benéficos do escalda-pés transbordam. Segundo a medicina chinesa, nos pés, na nossa base de sustentação, estão localizadas todas as terminações nervosas, associadas por sua vez aos diversos órgãos do corpo. Por isso o aquecimento e a pressão dos pés causam um reflexo positivo e instantâneo no equilíbrio energético de todo o organismo. (Além do relaxamento, preste atenção também no tipo de calçado que usa, como vimos no artigo E se o bico do sapato apertar)

Como fazer o escalda-pés?

A receita não poderia ser menos complicada. Num mini-ofurô ou simplesmente num balde com água quente, mergulhe os pés até a altura dos tornozelos por uns 15 minutos. A temperatura da água deve ser elevada, mas não a ponto de queimar (cuidado!). Você pode acrescentar um punhado de sal grosso, mas o mais importante é a água em alta temperatura, que dilata os vasos sanguíneos. Além disso, experimente colocar bolinhas de gude no fundo da bacia para massagear a sola dos pés e algumas ervas, como melissa, hortelã, camomila ou sementes de erva doce.

Eis mais uma maneira simples, barata e sem efeitos colaterais de eliminar o estresse e o cansaço acumulado no dia, como sua avó já dizia…

Maria Bovè Martinez
Solariana, profa. de português, podóloga e terapeuta corporal da linha reichiana.
Compartilhe:

veja também

edições anteriores

outros títulos do autor

Inhame

Inhame é um tubérculo de grande valor nutritivo de origem africana. De formato irregular e

Melancia

Se você quer uma fruta refrescante para a época de calor, como agora, não dispense

Na dúvida, agrião

Sempre que estiver na dúvida ao comprar os ingredientes de sua salada, dê preferência ao