revista solaris

Fontes da Teoria da Abrangência

A Teoria de Abrangência, a base do Instituto Solaris, tem como principal objetivo o estudo do ser humano e do seu meio ambiente. Ao estudar essa realidade, é possível levar ao seu cotidiano noções bastante complexas das diversas dimensões do espaço e do tempo, reconhecendo nelas parte de sua própria existência. Outra forma de apresentar a teoria seria dizer que ela estuda a realidade a partir do modelo da essência, que é multidimensional.
Neste artigo, vou mostrar sucintamente algumas fontes que ajudaram a dar vida à Teoria da Abrangência. Afinal, nada nasce do nada.

TARÔ EGÍPCIO DA EDITORA KIER

Tarô é um baralho de 78 cartas que funciona como um oráculo, pois corresponde à essência do conhecimento contido na Tradição. G. O. Mebes, em seu livro Arcanos Maiores do Tarô (ed. Pensamento), se refere ao Tarô da seguinte maneira: “De acordo com a tradição, os sacerdotes de Memphis, prevendo a queda da civilização egípcia, ocultaram seus conhecimentos sob a forma de um baralho que, hoje em dia, é conhecido pelo nome de Tarô e o legaram aos profanos, sabendo que, devido ao hábito do jogo, tais conhecimentos chegariam à posteridade”.

Existem muitos tipos de Tarô, mais de 250, mas usamos, no Solaris, o Tarô Egípcio da Kier. Este formidável instrumento foi editado em 1971, mas criado vinte anos antes por Jesus Iglesias Janeiro. Em seu livro La Cabala de Prediccion, foram anexadas 78 cartas, embora sem cor. Em 1971, o baralho foi editado em cores.
O autor foi um grande estudioso das ciências esotéricas, tanto que ele conseguiu reunir brilhantemente muitas delas em cada carta ou Arcano. Aparecem em cada Arcano do tarô: simbologia, astrologia, numerologia e diversos alfabetos, como o hebraico, os hieróglifos egípcios e alguns alfabetos mágicos.

ENEAGRAMA

Eneagrama é um modelo da unidade trazido ao Ocidente por G. I. Gurdjieff. Ele conheceu este fascinante símbolo nos mosteiros Sufi, onde passara anos estudando os mistérios da filosofia Sufi, parte esotérica do Islamismo. O estudo da Realidade Objetiva, um dos pilares da Teoria da Abrangência, com certeza tem origem Sufi. O modelo do Eneagrama traz uma visão do ser humano como uma unidade, envolvendo sua personalidade, seu corpo físico e as fases de sua vida.

ÁRVORE DA VIDA

A Cabala é uma tradição esotérica do judaísmo. Enquanto uma filosofia e uma mística, ela oferece ao ser humano um caminho para alcançar Deus. É uma permissão para transpor a razão e realizar a união com a Centelha Divina. A Árvore da Vida é o principal símbolo da Cabala, representando, ao mesmo tempo, Deus, o Cosmos e o Homem, com sua psique e seu corpo. Este símbolo é usado na Teoria da Abrangência como um grande modelo de organização do mundo invisível. Sem ele, não seria possível desenvolver um estudo das dimensões como uma evolução possível ao ser humano.

TARTARUGA MÍSTICA

O quadrado mágico é uma tabela em que a soma de números diferentes de um mesma linha, coluna ou diagonal é sempre a mesma.
Conta-se que suas origens remetem à China e datam de cerca de 3000 a. C. Conforme reza a tradição, o quadrado mágico foi trazido no casco de uma tartaruga do rio Lo ao lendário imperador Yu, considerado um engenheiro hidráulico.

Entre os temas clássicos da matemática recreativa, está a resolução dos Quadrados Mágicos, um misterioso desafio na antiga China. A tartaruga mística é a base da medicina chinesa, I-Ching, Feng Shui, etc. O símbolo que é perfeito tem sua representação no quadrado mágico 3 por 3: três colunas e três linhas. Na Teoria da Abrangência, esse modelo se reflete na Matriz Existencial do universo existencial do ser humano.

QUARTO CAMINHO DE G. I. GURDJIEFF

Gurdjieff trouxe reais possibilidades de libertação do ser humano da prisão existencial através da Escola do Quarto Caminho. Esse ensinamento é muito importante, pois dá base ao aperfeiçoamento pessoal. O estudo de hidrogênios ao lado dos princípios da Alquimia revela a essência da matéria e seu desenvolvimento por meio das transformações de diversos padrões interconectados.

Essas fontes estão ligadas à sua maneira com a História e a Tradição, que reúne a essência do conhecimento humano. Cada uma delas deixou uma contribuição inestimável ao desenvolvimento da Teoria da Abrangência e, juntas, mostram que o ser humano é uma unidade que, se munida de um olhar abrangente sobre o mundo e sobre si, é capaz de mudar e se aperfeiçoar.

Sofia Mountian
Sofia Mountian dispensa maiores apresentações – criadora da Teoria da Abrangência, fundadora do Instituto Solaris, presidente da ONG Solaris e uma das sócias da Plênita Consultoria. Sofia, no intuito de esclarecer dúvidas sobre a Teoria da Abrangência, o crescimento do ser humano e assuntos de interesse dos solarianos, escreve mensalmente na Revista Solaris.
Compartilhe:

veja também

edições anteriores

outros títulos do autor

Prosperidade

O que é a prosperidade?Se olharmos pela internet: “Prosperidade é o estado ou qualidade do

Aprendendo a mudar

Em muitas regiões do mundo circulavam histórias sobre o reino lendário chamado Shambala ou Agartha,

Mediunidade

Para escrever este artigo, consultei livros da grande médium Helena Blavatsky. Ela divide os médiuns

Tarô ou Tarot?

Muitas pessoas me perguntam sobre a diferença entre TARÔ e TAROT. Vou tentar explicar. Conheci